Estes 4 hormônios para perda de peso

Seus hormônios afetam muitas coisas – desde seu humor e níveis de energia até seu peso. Seus hormônios flutuam mensalmente, mas também ao longo de sua vida, à medida que você passa da puberdade à idade adulta e depois à menopausa. Os hormônios podem ficar desequilibrados devido a uma variedade de fatores, incluindo perimenopausa, menopausa ou escolhas de estilo de vida.

Quando você é deficiente ou dominante em qualquer hormônio, é mais fácil ganhar peso. Isto é particularmente verdadeiro para mulheres que sofrem de desequilíbrios hormonais causados pelo processo natural de envelhecimento. Se você está lutando para perder peso, pode se beneficiar ao compreender seus níveis hormonais e tentar essas formas naturais de equilibrá-los.

Entenda seus níveis de estrogênio

O estrogênio é o hormônio responsável pelo desenvolvimento das características sexuais femininas (seios e quadris). Existe uma conexão interessante entre estrogênio e ganho de peso na menopausa. Durante a menopausa, os níveis de todos os seus hormônios tendem a diminuir, incluindo estrogênio e progesterona. Seu médico pode ter lhe dito que seus níveis de estrogênio estão despencando, e é por isso que é confuso ouvir que o domínio do estrogênio pode causar ganho de peso na menopausa.Mulheres jovens fitness conversando entre si

Autorizo receber e-mails e anúncios baseados em interesses.

Embora os níveis de estrogênio diminuam durante a menopausa, se os níveis de progesterona estiverem diminuindo mais do que o estrogênio, você ainda poderá ter predominância de estrogênio.

A dominância do estrogênio tem a ver com a proporção entre estrogênio e progesterona – se você tiver muito estrogênio em comparação com a progesterona (não importa quão pouco seja), você pode ganhar peso e armazenar mais gordura na cintura. O pensamento típico é que a menopausa é uma doença por deficiência de estrogênio. Basicamente, seus ovários param de produzi-lo, o que é verdade. Mas se você fez alguma reposição hormonal ou se tem hábitos de vida que o expõem aos estrogênios ambientais, não é nenhuma surpresa – você pode ter dominância do estrogênio.

A exposição a estrogénios ambientais, que são produtos químicos semelhantes ao estrogénio no nosso ambiente, pode causar problemas. Algumas delas são coisas que ingerimos, como pesticidas, hormônios em produtos de origem animal e plásticos – todos conhecidos como “desreguladores endócrinos”.

Como equilibrar o estrogênio para perda de peso:

Para evitar o domínio do estrogênio, você deseja manter um equilíbrio preciso entre a progesterona e o estrogênio.

A médica de medicina integrativa Sara Gottfried, M.D., recomenda comer meio quilo de vegetais por dia, pois afirma que a fibra ajudará a remover qualquer excesso de estrogênio do corpo. Gottfried também recomenda que as mulheres devem consumir de 35 a 45 gramas de fibra por dia, aumentando sua quantidade lentamente para não causar dores de estômago.

Você também pode equilibrar naturalmente o domínio do estrogênio:

  • Reduzindo a ingestão de carne vermelha
  • Eliminar o excesso de açúcar ou alimentos processados
  • Praticar exercícios diariamente para promover a desintoxicação
  • Como equilibrar hormônios para perda de peso
  • Reproduzir vídeo
  • Entenda seus níveis de cortisol

O cortisol regula a resposta do seu corpo a situações estressantes.

Infelizmente, somos tão inundados por um fluxo constante de factores de stress modernos, como a necessidade de comunicar através de uma variedade de canais, que os nossos corpos estão a criar uma quantidade excedentária de cortisol. De acordo com os principais pesquisadores cardiovasculares do Centro Médico Universitário da Holanda, ter excesso de cortisol aumenta o risco de doenças cardíacas e também faz com que você armazene gordura visceral ao redor dos órgãos internos, que muitas vezes aparece como excesso de gordura abdominal.

Relacionado: 5 maneiras de aumentar seu metabolismo após os 50

  • Como equilibrar o cortisol para perda de peso:
  • Mulher segurando uma xícara de café com unhas vermelhas
  • Simplificando, você precisa redefinir a resposta do seu corpo ao estresse.

Gottfried recomenda abandonar lentamente o excesso de cafeína ou mudar do café para o chá. Se o chá não for sua escolha favorita. Você também pode fazer outras coisas para diminuir os níveis de cortisol, como praticar a atenção plena.

Essa ideia pode parecer vaga, mas é muito simples: diminua a velocidade, respire e preste atenção no que você está fazendo. Freqüentemente, nos distraímos e corremos de uma coisa para outra, e essa troca de tarefas pode aumentar significativamente os níveis de estresse. Em vez disso, tente prestar atenção a uma tarefa de cada vez. Outras maneiras de reduzir naturalmente seus níveis de cortisol incluem:

Meditação

  • Tomar um suplemento de magnésio ou vitamina B
  • Melhore consistentemente e durma mais
  • Entenda seus níveis de leptina

A leptina é produzida pelas células adiposas do corpo e sua função principal é dizer a uma parte do nosso cérebro (o hipotálamo) que estamos saciados ou cheios. Nossa dieta moderna está saturada com um tipo de açúcar chamado frutose, encontrado em muitos alimentos processados (desde molhos para macarrão até molhos para salada). Quando muita frutose inunda seu corpo, ele a armazena como gordura. Isto leva a um excesso de leptina; quando alguém tem muita leptina, é p

estresse indesejado.

O estresse aumenta o nível de cortisol, o que pode levar ao excesso de gordura na barriga. E não, não podemos mudar o estresse em nossas vidas. Porém, conhecer e esperar mudanças e aprender a lidar com o estresse fazem toda a diferença no mundo.

É por isso que se você quer perder peso depois dos 50, é hora de se colocar em primeiro lugar.

Provavelmente você passou muitos anos cuidando dos outros – e isso é uma coisa linda – mas você não deveria se sentir culpado por colocar seu autocuidado no topo de sua lista de tarefas.

  • Como começar a priorizar sua saúde mental aos 50 anos
  • Programe um horário diário para meditar
  • Melhore sua mentalidade encontrando sua afirmação positiva
  • Comece uma prática de gratidão para aumentar sua felicidade
  • Passe algum tempo com um amigo
  • Reconecte-se com uma paixão criativa
  • Leia um livro
  • Faça com que seja uma prioridade verificar você mesmo diariamente com calma e cuidado
  • 5. Atividade Consistente
  • mulher mais velha de vestido em uma bicicleta

Quer ouvir alguma verdade? Você provavelmente se move menos do que antes.

Faça uma avaliação real de suas atividades diárias e veja o que você descobre. E não se trata apenas de exercício, mas também da sua atividade diária – passos reais e tempo não gasto no sofá.

O CDC recomenda um mínimo de 150 minutos de exercício por semana. Mas além disso, se você quiser perder peso depois dos 50 anos, mantenha-se ativo o dia todo. Não basta simplesmente fazer um treino de 30 minutos pela manhã e depois passar o resto do dia no sofá. A atividade cardiovascular consistente, bem como o movimento diário, são tão importantes quanto o treinamento de força. De acordo com a Clínica Mayo. “Sentar é o novo fumo” O movimento diário é fundamental! Além disso, o cardio fortalece o coração, aumenta a energia e ajuda a perder peso depois dos 50.

E se passar o dia todo doendo mais do que antes

  • Não precisa ser de alto impacto para funcionar. Existem muitas opções de baixo impacto, como:
  • Treino cardiovascular de baixo impacto que você pode fazer em casa
  • Treino HIIT de baixo impacto de 12 minutos (sem saltos)
  • 5 modificações de exercícios para joelhos ruins e um plano de treino de baixo impacto
  • Um treino de baixo impacto e altos resultados para fazer em casa
  • Os melhores treinos de baixa intensidade
  • Treino na piscina de 30 minutos
  • E não se esqueça de todos os benefícios de um bom programa de caminhada

Não fazer nenhum exercício, como jardinagem, passear com o cachorro, andar de bicicleta, subir escadas, estacionar longe e as tarefas diárias também contam! Um dia gasto movimentando seu corpo fará sentido!

6. Crie hábitos de sono saudáveis

mulher dormindo

O sono pode se tornar um desafio à medida que envelhecemos, e o sono insatisfatório tende a criar um efeito dominó sobre seus hormônios, alimentação e hábitos de exercício.

Quando você não dorme o suficiente, dois hormônios essenciais em seu corpo – leptina e grelina – ficam fora de sintonia. Esses hormônios são responsáveis pelo seu apetite, então, depois de uma noite de sono insatisfatório, você fica quimicamente motivado a comer mais para se sentir saciado – e os alimentos que você deseja são geralmente salgados ou gordurosos. Ter uma boa noite de sono muitas vezes pode ser o primeiro passo para lidar com os maus hábitos alimentares e a falta de energia que afeta o seu desejo de fazer exercício.

Passos para um horário de sono saudável

Primeiro, arrume sua cama para dormir! Pode ser muito fácil responder e-mails ou mensagens de texto na cama assim que você acorda, ou insistir em ficar na cama mesmo quando você está se revirando. Mas a maioria dos especialistas em sono concorda que você só deve usar a cama para dormir.
Se você não conseguir dormir depois de 15 minutos, levante-se e caminhe, faça uma atividade calmante como ler um livro ou ocupe-se de outra forma até sentir sono novamente.

Em segundo lugar, crie um bom ambiente para dormir.

Mantenha seu quarto escuro com cortinas blackout e convide seu parceiro ajustando o termostato para baixo. De acordo com a maioria das fontes, é preferível entre 60-68 graus, sendo 65 graus o ideal.
Terceiro, e provavelmente o mais importante, não coma alimentos açucarados e gordurosos, nem beba álcool ou cafeína muito perto da hora de dormir. Estes são ladrões de sono! A gordura acumulará ácido no estômago e causará azia, e o açúcar irá mantê-lo acordado ou acordá-lo algumas horas depois de dormir. O álcool é metabolizado rapidamente e tem o mesmo efeito que o açúcar, só que pior. Se você estiver com fome antes de dormir, experimente remédios para dormir, como uma colher de sopa de manteiga de amêndoa em torradas de trigo integral ou frutas, 1/2 xícara de arroz de jasmim, 1/2 xícara de nozes e frutas secas ou 1/2 xícara de iogurte grego.

Você deve evitar a cafeína. Só porque isso não o manteve acordado

aos 30 anos, não significa que não o manterá acordado agora! Você mudou.

  • BÔNUS: Evidências anedóticas mostram que alguns minutos de ioga calma e lenta também podem promover um bom sono. Experimente este Yoga para dormir para dormir melhor e veja o que você acha!
  • Como perder peso
  • Reproduzir vídeo

Envelhecer traz muitas mudanças novas, positivas e emocionantes. No entanto, também apresenta seus próprios desafios. Não deixe que o ganho de peso seja um deles. Mantenha uma atitude positiva e faça o que puder para se manter saudável e forte. Lembre-se: é o seu corpo e você tem o poder de se sentir bem nele!

About The Author

Leave a Comment

Scroll to Top